Em Portugal, tal como acontece com a grande maioria dos países, criar um negócio de sucesso, nem sempre é um processo fácil (e económico).

Isto acontece, pois, a grande maioria das pessoas não sabe por onde começar nem quais são as etapas essenciais para o desenvolvimento do mesmo. E, por esse motivo, acabam recorrentemente por meter os pés pelas mãos e desistir a meio do processo.

No nosso caso trabalhamos essencialmente com marketing de conteúdo, gestão de redes sociais e publicidade online. No entanto, o processo de aprendizagem e desenvolvimento foi (e continua a ser) longo.

Foram muitas horas a estudar, muitas horas a aprender, muitas horas a trabalhar e essencialmente muitos fins de semana perdidos.

Por isso, tenha sempre em mente que para criar um negócio de sucesso, vai ter por vezes de fazer escolhas. E, essas escolhas vão ditar efetivamente se o seu negócio tem ou não potencial para prosperar.

É importante ter em conta que existem vários motivos para um projeto falhar. Contudo, do nosso ponto de vista, os 3 principais são:

  • Falta de planeamento estratégico (definição de estratégias de crescimento e sustentabilidade do negócio) e de um plano de Marketing mensurável
  • Desconhecimento do mercado em que pretendem atuar
  • Inexistência de um modelo sustentável de faturação

Tendo em conta as três premissas anteriores, hoje deixamos-lhe 3 conselhos simples e práticos. Conheça-os de seguida.

Negócio de sucesso: 3 conselhos simples e muito práticos

Infelizmente, nem sempre uma ideia de negócio é viável. E, é necessário perceber isso antes de se fazerem investimentos avultados que não vão ter qualquer tipo de retorno.

Desta forma, existem 3 pilares bases que devem ser tidos em conta na altura de se aventurar na criação de um negócio próprio.

1 – Desenho do Modelo de Negócio

O desenho do modelo de negócio não é nada mais do que um documento que o ajuda a ver como é que a empresa vai gerar e capturar valor no mercado em que irá atuar.

Existem várias metodologias para o fazer. Mas, atualmente o modelo mais utilizado é o Business Model Generator – Modelo de Canvas. Esta ferramenta de gestão permite de forma resumida ter uma visão geral do negócio como um todo.

2 – Elaboração do Plano de Negócio

O Plano de negócio não é mais do que um documento (completo) que sistematiza e apresenta o seu projeto de forma concisa. Além disso, o mesmo permite-lhe destacar a sua ideia entre muitas que chegam diariamente à mão dos investidores.

O mesmo deve conter:

  • Análise macro e microeconómica
  • Metas e objetivos
  • Estrutura da empresa
  • Estratégia comercial
  • Previsões financeiras
  • Controlo e gestão do negócio
  • Investimentos que vão ser necessários para conseguir criar um negócio de sucesso

Mais uma vez é importante frisar que se não precisar de investidores para avançar com o seu negócio, todas estas questões podem ser desenvolvidas num documento pequeno.

Trata-se essencialmente de uma forma de se orientar.

3 – Estudo de Viabilidade Económica e Financeira

A realização deste tipo de estudos é necessária para que se passa visualizar através de projeções e valores, qual é o ROI (Retorno do Investimento) que vai ter com o projeto. Além disso, permite-lhe saber qual o tempo esperado para que o mesmo comece a ser lucrativo.

É através deste estudo que um investidor decide se vai ou não investir no seu projeto.

Estes 3 pontos estão interligados e se os seguir, criar um negócio de sucesso não será um bicho de sete cabeças. Isso porque irá ter noção de todo o processo pelo qual terá de passar para conseguir que o seu projeto “veja a luz do dia”.

Tenha também em conta que depois de o negócio ser implementado, é importante investir em marketing digital ou noutras estratégias de comunicação. Só assim irá alcançar mais facilmente os seus potenciais clientes.

Se precisar de ajuda nesse sentido, não hesite em contactar-nos que teremos todo o gosto em ajudar.