Quantas vezes ouviu falar de métricas? E de KPI’s? Já alguma vez os mediu? Sabe quais as diferenças?

Parece que estamos a fazer demasiadas perguntas, mas, a verdade é que a maior parte dos empresários não sabe as diferenças. Pior do que isso, não os sabem medir.

E qual é que é o grande problema dessa situação? Simplesmente não consegue medir corretamente os seus resultados.

Quando se trabalha com estratégias de marketing digital, é importante ter valores de referência, correto?

Se não sabe analisar os seus dados como é que vai saber quais são os valores de referência?

Hoje iremos explicar-lhe quais são as diferenças entre ambos os indicadores de desempenho. Assim, vai poder interpretar os mesmos corretamente.

KPI’s: São ou não mais importantes que as métricas?

metricas e kpi s

As métricas e os KPI’s são duas formas de medir resultados de campanhas ou do desempenho do próprio site.

Mas têm funcionalidades distintas e que devem ser conciliadas de forma a obter os melhores resultados.

Podemos então dizer que métricas podem ser consideradas sistemas de medição que quantificam uma tendência, comportamento ou variável de um negócio.

E para que é que isso serve? Basicamente para avaliar o desempenho de qualquer ação de marketing que seja realizada.

O recurso às métricas deve sustentar as decisões estratégicas do seu negócio. E porquê?

Porque a sua correta análise permite obter conclusões imensamente relevantes para um negócio.

Podemos então dizer que a utilização de métricas é essencial, porque:

  • Ajudam a tomar uma decisão coerente
  • Permitem detetar novas oportunidades e o investimento necessário
  • Ajudam a manter o foco produtivo
  • Identificam os pontos fortes e fracos das estratégias e da sua execução
  • Consolidam necessidades de investimento
  • Detectam falhas operacionais
  • Diminuem o grau de incerteza no futuro

Tenha em mente que as métricas que devem ser utilizadas variam de acordo com o tipo de negócio, no entanto, algumas das principais são:

  • ROI – Retorno do Investimento
  • Taxa de retenção do cliente
  • Ranking dos motores de pesquisa
  • Interação online com o consumidor
  • Taxa de conversão
  • CAC – Custo de Aquisição do Cliente

O que são e quais são os tão falados KPI’s?

De acordo com o livro Indicadores de Desempenho: Dos objetivos à ação — métodos para elaborar KPI’s e obter resultados da autora Andresa S. N. Francischini, “Indicadores de desempenho são medidas qualitativas ou quantitativas que demonstram o estado de uma operação, processo ou sistema”.

Assim, podemos dizer que os KPI (Key Performance Indicator) são indicadores de resultados. Ou seja, são utilizados para medir as campanhas e ações de uma determinada página, permitindo analisar e perceber se os objetivos definidos foram alcançados.

Os mesmos devem ser escolhidos de acordo com os objetivos. Ou seja, cada objetivo deve ter um KPI associado, e cada um deles vai medir determinado ponto na performance da campanha.

Muitos empresários ainda acham que indicadores sociais (como likes num post ou a interação no Facebook) são bons KPI’s a adotar.

Embora os mesmos possam ser úteis em alguns pontos, na maior parte dos casos é um erro.

Considere esse tipo de indicador como um indicador de vaidade! Basicamente são bons para o ego, mas a nível de negócio não têm uma grande representação.

Podemos então dizer que os Key Performance Indicator podem ser divididos em 3 grupos:

1 – KPI’s Primários

São os principais e indicam os ganhos que uma empresa está a ter com determinada campanha ou ação.

Podem ser considerados KPI primários os seguintes:

  • Leads
  • Tráfego
  • Custo de aquisição por lead
  • Taxa de conversão
  • Receita total
  • Receita por compra

2 – KPI’s Secundários

São aqueles que ajudam a compreender melhor os primários, devendo também ser analisados para poderem ser ajustados.

Podem ser considerados os seguintes:

  • Assinantes de uma newsletter
  • Visitantes do blog
  • Visitas recorrentes no blog
  • Custo por visitante
  • Custo por lead em cada um dos estágios do funil de vendas
  • Origem do tráfego

Lembre-se que estes KPI’s ajudam a justificar os anteriores e mostram como os resultados estão a ser alcançados.

3 – KPI’s práticos

São os KPI’s que devem ser analisados de forma frequente e que ajudam a acompanhar dados reais sobre o comportamento, aquisição e características do visitante.

Podem ser considerados os seguintes:

  • Pageviews
  • Páginas por Visita
  • Taxa de rejeição
  • Melhores páginas do site
  • Page Rank
  • Palavras chave mais pesquisadas
  • Conteúdos mais lidos ou com mais acessos
  • Tráfego
  • Visitantes (novos vs. retorno)
  • Interações sociais

Como vê, dependendo do tipo de KPI utilizado, o mesmo pode ser um percentual (taxa de rejeição de 50%, por ex.) ou um número (3 novos downloads do ebook).

Porque é tão importante perceber as métricas e KPI’s?

O principal motivo pelo qual deve perceber a diferenças entre ambas passa essencialmente pelo fato de cada uma lhe dar uma visão distinta do que está a acontecer no seu site e consequentemente no seu negócio.

Se entender bem esta estrutura, vai conseguir efetivamente analisar os resultados de forma correta.

Tenha em mente que uma má interpretação dos dados, pode levar a conclusões erradas sobre o negócio!

E, más conclusões podem comprometer o mesmo.

Todas estas métricas e indicadores podem ser analisados através do Google Analytics.

O mesmo deve estar sempre configurado corretamente no seu site para que os dados obtidos sejam o mais reais possível.

Resumidamente, as métricas são informações e os KPI’s são resultados. Isto porque, as primeiras refletem as ações dos visitantes no seu site, enquanto as segundas demonstram como é que o negócio está a evoluir.

Como escolher um bom KPI?

sucesso

Esta é uma pergunta mais comum do que deveria. Na verdade, escolher um bom indicador de desempenho para o seu negócio não precisa ser uma dor de cabeça.

Antes de tudo, o mesmo deve ser relevante para o objetivo. Mas, a par dessa questão, existem mais pontos a considerar.

1 – Deve ser simples de medir

Pode parecer óbvio mas muitos empresários, por inexperiência, cometem o erro de escolher um KPI que não pode ser medido.

Lembre-se, um bom indicador chave deve ser simples de medir quando analisado de forma correta.

2 – Deve ser importante para o negócio

criar objetivo

O mesmo deve indicar se o objetivo principal do seu negócio está ou não a ser alcançado.

Imagine que o objetivo principal é aumentar as vendas.

Um dos KPI’s principais deve mostrar que está efetivamente a crescer e a vender mais. Se assim não for, não será relevante.

3 – Deve ser relevante

Já ouviu falar de indicadores de vaidade? Pois bem, são aqueles que fazem bem ao ego, mas não têm grande utilidade.

A não ser que um dos seus principais objetivos seja aumentar o reconhecimento da marca, indicadores primários como comentários, partilhas e likes não vão ser uma boa opção a medir.

Eles podem parecer importantes, mas provavelmente não o são. Pode obviamente medi-los, mas não foque a sua estratégia nos mesmos.

4 – Deve ajudar a fazer escolhas inteligentes

escolher objetivos

Não lhe adianta de muito ter bons dados se:

  • Não são relevantes para o negócio
  • Não o ajudam a tomar decisões estratégicas inteligentes

Assim, considere que os dados e informações que recolhe e analisa vão ser a base estratégica da sua marca.

Perca tempo nesta definição e foque-se no que realmente importa.

5 – Devem ser dados periódicos

A verdade é que bons KPI’s precisam ser medidos com frequência. Isto porque é essa frequência que permite um bom acompanhamento.

Desse modo, vai conseguir facilmente perceber se determinada ação está ou não a funcionar e se o ROI é interessante.

Likes no Facebook não são bons indicadores

like

Já percebeu que este é realmente um ponto importante.

Lembre-se que um bom indicador chave de performance é aquele que mostra que o seu objetivo está a ser alcançado.

E, na verdade, um like ou um comentário sozinhos não ajudam em nada.

Se pretende usar as interações sociais como KPI’s é importante que as conjuge com outros indicadores.

Só assim irá haver alguma relevância nos dados analisados.

Por exemplo, quantos clientes que vieram do Facebook comentaram a sua publicação? Quantos fizeram like? Essas correlações podem trazer dados interessantes, mas uma interação social sozinha não!

Como vê, existem diferenças consideráveis entre métricas e KPI’s, por isso é importante que as estipule e comece a medir resultados de forma consciente.

De nada lhe vale ter dados se não os souber analisar corretamente e se os mesmos não agregarem valor ao negócio.

Se gostou deste artigo, assine a nossa Newsletter e aproveite gratuitamente o ebook sobre SEO e fique a par de todas as novidades na área do Marketing digital.